sexta-feira, 20 de julho de 2012

Posição da Lua no Zodíaco

Os nossos antepassados versados em medicina agiam, relativamente à posição da Lua no Zodíaco, de acordo com os seguintes princípios fundamentais:

  • Tudo o que se fizer pelo bem-estar das regiões do corpo e dos órgãos regidos pelo signo que a Lua percorre nesse momento, é duplamente eficaz e benéfico, com a excepção única das intervenções cirúrgicas nessa zona do corpo.  Exemplo: uma massagem nas zonas reflexas do pé, em Peixes.

  • Tudo o que causar moléstia ou pressuponha um esforço especial para as zonas do corpo e órgãos regidos pelo signo que a Lua percorre nesse momento, surte um efeito duplamente desfavorável ou até mesmo prejudicial. Exemplo: um esfriamento da zona do pescoço, em Touro. Sempre que for possível, nestes dias devem evitar-se intervenções cirúrgicas a essa zona. As operações de urgência obedecem a uma lei superior.

  • Se a Lua estiver em Quarto Crescente no momento em que percorre o signo do Zodíaco, todas as medidas que forem tomadas para administrar substâncias reconstituintes para fortalecer as regiões do corpo regidas por esse signo, terão muito mais êxito do que em Quarto Minguante. Se nesse preciso momento a Lua entrar em Quarto Minguante, todas as medidas para depurar e desintoxicar as respectivas regiões obterão melhores resultados do que em Quarto Crescente. Conta menos a forma de terapia - medicamentos, massagens, ginástica, hidroterapia, etc. - que o fim último que se pretende com ela.

Sem comentários:

Enviar um comentário